BLOG MOMENTOS DECISIVOS


CFO da UMC conta o que espera de uma apresentação com números

SOAP Apresentações Profissionais
1.677 views
SOAP - CFO da UMC conta o que espera de apresentacoes com numeros

Algumas profissões exigem maior contato com números do que outras. Um diretor financeiro, por exemplo, frequentemente precisa checar tabelas, evolução de metas, lucros e diversas outras informações relacionadas ao desempenho de uma companhia. Uma forma comum de se acompanhar e apresentar esses dados é por meio de uma apresentação – a tão temida apresentação com números.

 

O atual CFO da Universidade Mogi das Cruzes, Jacques Pilnik, encara essa rotina há pelo menos 20 anos. O executivo já passou por bancos e pela área financeira de empresas como o Banco Mercantil e Bradesco, e há sete anos está na UMC.

 

Perguntamos a ele o que chama sua atenção e o que não lhe agrada nem um pouco em apresentações de resultados. Neste blogpost ele nos dá as respostas.

 

Foque na objetividade do roteiro

 

Assim como contamos no blogpost5 dicas para a sua apresentação com números ser mais eficiente e menos chata”, é mais difícil engajar a audiência em apresentações com dados – principalmente por conta da quantidade de conteúdo. Se tem algo que desanima Jacques quando assiste a um pitch é o excesso de contação de história. “Não precisa contar a história da empresa, quantos funcionários ela tem, quantos prêmios já ganhou”, diz o CFO. Esse tipo de queixa aparece quando não é feito um bom diagnóstico da audiência: diretores financeiros normalmente não têm tempo a perder, a objetividade é muito valiosa para pessoas que ocupam essa posição.

 

A dica do executivo (e nossa) para uma boa performance nesses casos é: simplifique. Exagerar nas introduções ou dar explicações muito detalhadas sobre o institucional, por exemplo, é um tiro no pé. Aposte em um conteúdo mais conciso e resumido, só citando os detalhes caso a audiência tenha curiosidade. Nesses casos, quem tiver dúvidas ou interesse em saber mais, provavelmente vai perguntar.

 

Limpe seus gráficos

 

Simplificar também é a palavra de ordem quando o assunto é visual. “Tem apresentação que traz um monte de gráficos com informações ilegíveis. Não dá para entender nada”, diz Jacques. “Por outro lado, outro dia recebi uma apresentação que dava para entender tudo. Os itens estavam bem selecionados. Ficou muito melhor para analisar, e o apresentador passava a sensação de entender do que estava falando.”

 

Limpar os gráficos ajuda no entendimento da audiência. Isso facilita que ela receba e interprete as informações na tela rápido o suficiente para prestar atenção na fala do apresentador. Afinal, não dá para prestar atenção em duas coisas ao mesmo tempo: ou as pessoas olham para a tela, ou para o apresentador. Falamos mais sobre a importância de elencar as informações no post “Como gerar conexão emocional com números”.

 

Se bem trabalhado, é fato que o design pode impactar e cativar a atenção da audiência, mas nada disso vai adiantar se quem estiver apresentando não conseguir deixar claro, por meio da sua fala, qual a mensagem principal do discurso – e como ela pode ajudar a audiência em algum aspecto. Somente assim as pessoas vão agir de acordo com o seu objetivo.

 

Fazer boas apresentações com números é um grande desafio. Mas você não está sozinho. Nós, da SOAP, vamos ajudar você a deixar todas as suas apresentações no estado da arte. Fique ligado aqui no blog!