BLOG MOMENTOS DECISIVOS


6 dicas de como perder o medo de falar em público e superar essa fobia

SOAP Apresentações Profissionais
20.960 views
como perder o medo de falar em público

A mão de repente fica bastante suada, a garganta seca, mãos e pernas tremem e a cabeça funciona a mil por hora. Sua reunião acontecerá em 10 minutos e a única coisa que você pensa é:  “E se eu não conseguir?”. Quando você menos percebe, entrou em um estado de nervos que não consegue sair e se pergunta: “Como posso perder o meu medo de falar em público?”.

A timidez em excesso é um dos transtornos psicológicos mais comuns na população brasileira. Cerca de 60% das pessoas sofrem com o alto nível de acanhamento. Ela é caracterizada por um medo acentuado de situações em que tenham que falar ou estar em público, e está diretamente associada aos momentos no qual a pessoa precisa demonstrar seu desempenho, seja falar com pessoas desconhecidas, paquerar, apresentar um projeto, entre outros.

Nós da SOAP somos muito procurados por executivos que se sentem inseguros para encarar seus momentos decisivos e desejam saber como perder o medo de falar em público. Basta olhar um pouco mais para o lado para perceber que, muitas vezes, essa insegurança extrapola o mundo corporativo e interfere não só no trabalho, mas na vida acadêmica e na vida social em geral.

A seguir, falaremos sobre as causas dessa fobia social, suas consequências e daremos algumas dicas de como perder o medo de falar em público.

O que é glossofobia?

Essa palavra complicada é justamente o medo de falar em público. É um dos tipos mais comuns de fobia social. Muitas pessoas conseguem administrar esse medo e controlar a situação, mas em outras esse medo é tão grande que faz com que elas tenham problemas na escola, em casa, no trabalho e em ambientes sociais.

Segundo especialistas, até 77% da população tem algum nível de ansiedade relacionado a falar em público.

A maioria das pessoas que sofre com isso não mostra sintomas de outros tipos de fobia social, como medo de fazer atividades em frente a outros ou medo de conhecer novas pessoas. É comum vê-las cantando ou dançando em um palco em frente a muita gente, desde que elas não tenham que falar em público. No entanto, é comum ver indivíduos com glossofobia que têm medo de palco.

De acordo com Jeffrey R.Strawn, MD, FAACAP, professor associado de psiquiatria e pediatria e diretor do Anxiety Programa de Pesquisa de Distúrbios do Departamento de Psiquiatria e Neurociência Comportamental da Universidade de Cincinnati, o medo de falar em público acontece frequentemente em pacientes mais jovens e pode afetar principalmente as mulheres.

As pessoas que sofrem com fobia social (que é completamente diferente de introversão) tendem a distorcer a avaliação de suas experiências, por um medo irracional, persistente e intenso de uma ou várias situações sociais ou de desempenho. Elas têm pensamentos negativos que rebaixam seu poder de capacidade perante as demais e perante a si mesmas. Não acreditam em si e têm pavor da reprovação devido à sua crença de incapacidade de execução.

Tipos de ansiedade associados à fobia social

São frequentemente potencializadores:

  • Ansiedade social generalizada – Medo de qualquer comunicação ou relação social.
  • Ansiedade social específica – Surge apenas em determinadas situações, como falar em público.

Sintomas

Alguns sintomas comuns da glossofobia são:

  • suor;
  • boca seca;
  • aumento da frequência cardíaca;
  • dificuldade de respirar;
  • náusea;
  • tensão muscular;
  • dor de cabeça;
  • tremedeira;
  • tonteira;
  • necessidade de urinar.

Complicações que o medo de falar em público pode causar

Na maior parte dos cargos, as pessoas precisam falar publicamente, seja apresentando um projeto para clientes ou participando de reuniões. Isso é uma barreira para quem sofre de glossofobia, e pode gerar várias consequências, inclusive a perda de uma oportunidade de emprego.

Outras complicações que o medo de falar em público pode ocasionar são transtornos de ansiedade e depressão, devido ao isolamento que a fobia acaba causando.

As causas do medo de falar em público

As causas podem ser diversas, variando de pessoa para pessoa. Embora a maioria dos profissionais de saúde acredite que as fobias sociais, como o medo de falar em público, começam com timidez na infância.

Pesquisas apontam que, por volta de 30% dos casos, podem ser atribuídos a causas genéticas, os 70% restantes são atribuídos pela vivência de uma situação intensamente embaraçosa, o que firma no inconsciente a crença de que temos sempre que causar uma boa impressão para sermos bem aceitos na sociedade.

Consequências

Esse pensamento é tão forte que, mesmo se alguém disser que a pessoa que tem a fobia se saiu bem falando em público, ela vai encarar essa afirmação como mentira. Ela considera, inconscientemente, que fez mais “besteiras” passíveis de serem consideradas um vexame do que realmente aconteceu. A exposição à situação de falar em público provoca ansiedade intensa que, em casos mais graves, pode chegar a um ataque de pânico.

A pessoa evita essas situações ou as suporta com muito sofrimento. Apresenta grande dificuldade em falar o que precisa de forma clara e elegante. Vale destacar que é perfeitamente normal estar nervoso antes de fazer um discurso. Porém, alguém com transtorno de ansiedade social, provavelmente fica preocupado durante várias semanas antes da data, fica doente para não ir discursar ou começa a tremer tanto durante o discurso que mal pode falar.

Como perder o medo de falar em público: identifique as causas

Identificar algumas situações que tenham causado o medo de falar em público, ajuda a superá-lo. Veja as principais.

Medos na infância

O famoso “bullying”, experiências marcantes de rejeição e sofrimento no relacionamento interpessoal, ou padrões exagerados de perfeição, superproteção e/ou isolamento dos contatos sociais podem criar nas crianças mais ansiedade do que seria necessário ou, em casos mais graves, traumas que serão levados para a vida adulta.

Muitas crianças têm medo de falar em público seja qual for a situação. Elas se sentem ansiosas em situações como: responder a perguntas em sala de aula, ler um texto em voz alta e apresentar trabalhos para o professor e os colegas de classe. Enquanto outras temem apenas apresentações formais em classe ou atuar na frente das pessoas.

As crianças que não têm confiança para falar em público geralmente têm medo de serem julgadas negativamente ou de serem motivo de riso diante dos colegas. Elas podem até mesmo não saberem do que sentem medo, mas os sintomas estão lá.

Quando as crianças entram no início da adolescência, elas podem ficar mais inseguras com relação a falar em público. A falta de confiança em si mesmas faz com que fiquem constrangidas e envergonhadas diante da classe, principalmente se já foram motivo de piada ou foram ridicularizadas ao falarem publicamente.

Além disso, conforme as crianças tomam consciência sobre sua aparência (peso, pele, cabelo, como se vestem), elas podem ter ainda mais medo de falar para um grupo de pessoas temendo serem julgados por suas características físicas.

Uma criança que já passou por alguma dessas situações leva o medo para a idade adulta.

Perfeccionismo excessivo

Como o “padrão de perfeição” está cada vez mais intenso, o medo de passar vexame acompanha paralelamente esse aumento no número de pessoas com algum tipo de fobia social. As pessoas tendem a se cobrar demais, não admitem ter erros e esse grau de exigência é refletido em um alto nível de ansiedade.

O medo principal na fobia social é o de ser o centro das atenções e expor suas fraquezas e, assim, ser considerado um incapaz ou bobo pelas outras pessoas.

Timidez

Timidez é um problema comum de pessoas introvertidas. Conforme elas crescem, tentam passar menos tempo socializando com outras pessoas, o que vai aumentando sua fobia social. Ao contrário das pessoas extrovertidas que desenvolvem mais suas habilidades sociais e de relacionamento.

Quando uma criança introvertida entra na escola, sua timidez pode impedi-la de fazer amigos com facilidade. Apresentar-se diante da classe pode ser um grande pesadelo para elas que podem começar a sofrer de ansiedade dias antes da apresentação.

Esse medo é carregado para a vida adulta, pois o indivíduo não desenvolveu suas habilidades de falar em público e conviver em grupo.

Então, como perder o medo de falar em público? É o que vamos te mostrar a seguir!

Solução para perder o medo de falar em público

Para os casos mais graves, existem tratamentos intensos que vão desde um treinamento de habilidades sociais até uma reestruturação cognitiva, mas para os casos menos críticos, nos quais a dificuldade de se expor é focada em momentos pontuais, como falar em público, a “recuperação” é mais simples, pois é uma habilidade que pode ser aprendida e controlada.

Se estiver diante de uma plateia em um momento decisivo, evite ficar pensando o que os outros podem achar de você. Lembre-se que precisa apenas ser quem você é, conectar-se genuinamente e compartilhar informações com os outros, da maneira que você conversa normalmente com seus amigos e familiares.

6 dicas de como perder o medo de falar em público

homem palestrando depois de aprender como perder o medo de falar em público

Ainda não sabe como perder o medo de falar em público? Veja as dicas que separamos!

1. Esteja ciente dos sintomas que o corpo pode apresentar

Uma das primeiras dicas de como perder o medo de falar em público é, ao perceber que suas mãos estão suadas, que sua voz parece trêmula e que seu coração está agitado, respire e inspire calmamente, sente-se, tenha consciência e controle da situação. Controle os pensamentos automáticos que são prejudiciais, substitua-os por pensamentos positivos e externe isso.

2. Fale em voz alta que você consegue passar por essa barreira

Segundo pesquisadores, falar em voz alta pode aumentar o desempenho das pessoas. Alguns dos benefícios de ter uma conversa consigo mesmo são: ajuda a recuperar memórias, melhora a concentração e dá autoconfiança.

Uma pesquisa publicada em 2014 por Ethan Kross, da Universidade de Michigan, mostrou que falar sozinho pode ajudar as pessoas a se sentirem melhores sobre si mesmas e dar mais confiança para enfrentar desafios, como o de falar em público.

Além disso, em experimentos nos quais pessoas descreviam experiências emocionais, foi mostrado que falar em segunda ou terceira pessoa ajuda a controlar melhor os sentimentos.

Ao se sentir ansioso, fale em voz em alta frases como: “Maria, você consegue superar esse medo” ou “Paulo, você consegue superar essa barreira e se sairá bem”.

3. Estude o seu conteúdo

Esse é um dos maiores segredos de como perder o medo de falar em público e fazer uma apresentação tranquila e equilibrada. Domine o assunto, tenha o raciocínio lógico da apresentação na cabeça. Não seja refém do despreparo.

Treine com pessoas de sua confiança.

4. Filme e assista sua performance para ver onde pode melhorar

Repasse os principais pontos da sua apresentação em voz alta e repare suas expressões. Note se sua imagem está adequada e se você transmite confiança. Faça esse exercício algumas vezes e veja o que precisa melhorar. Assim você poderá ir ajustando sua apresentação até ficar satisfeito com o que vê.

5. Fale devagar

Quando estamos ansiosos costumamos falar mais rápido. Então, pratique falar devagar. Você sabia que quando falamos rápido nosso cérebro vê isso como uma ameaça?

Uma das dicas de como perder o medo de falar em público é falar devagar e com calma, assim o cérebro recebe informação de segurança.

6. Lembre-se que um discurso perfeito não existe

As pessoas que definem padrões inalcançáveis para fazer um discurso impecável aumentam sua ansiedade. Como um discurso perfeito é quase impossível, como perder o medo de falar em público? Tenha como objetivo fazer o seu melhor ao invés de tentar ser perfeito.

4 mitos sobre o medo de falar em público

O medo de falar em público é algo que atinge várias pessoas, por isso também é um assunto cercado de mitos. Veja abaixo os principais.

1. O nervosismo piora meu desempenho

É raro existir uma relação entre estar nervoso e fazer uma apresentação insatisfatória. Certamente, em algum momento, você já ouviu alguém dizer que estava nervoso e fez uma apresentação ruim e recebeu como resposta: “É mesmo? Você parecia bem pra mim”.

2. Falar em público é perigoso

Se você tiver em mente que o público não é seu inimigo e que, se você não se sair tão bem quanto queria, isso não vai prejudicar seu trabalho, tudo vai correr bem. Como perder o medo de falar em público? Lembre-se que falar não lhe colocará em uma situação de perigo.

3. Tenho que ser um palestrante perfeito

Acreditar que você tem que ser excelente costuma ser uma barreira para falar em público de maneira eficaz, pois confunde a polidez com a real comunicação. Quando você fala para um público, seu objetivo é se conectar com as pessoas e lhes oferecer algo de valor.

Como perder o medo de falar em público? Preocupe-se em ser honesto e confiável.

4. Todo mundo vai ver como estou nervoso

A maior parte do seu nervosismo não é visto para os outros porque ele está em seu interior. Entretanto, se alguém reparar, o normal é que eles se simpatizem com você.

Você já notou que quando alguém está tendo sucesso em uma apresentação, você se sente bem, e quando acontece o contrário, você se sente mal? Isso é ter empatia. Portanto, não se preocupe. O público não é seu inimigo e quer que você se saia bem.

Criada em 2003, a SOAP é uma empresa especializada em apresentações profissionais. Nosso objetivo é auxiliar empresas e executivos a alcançarem uma excelente performance em apresentações estratégicas e reuniões decisivas do dia a dia do mundo corporativo.

Como perder o medo de falar em público? Confira nosso treinamento SOAP Confiança e conheça técnicas essenciais para se apresentar e superar esse medo. Em nosso curso, você vai conhecer algumas ferramentas para aumentar sua autoconfiança e credibilidade ao falar em público!