BLOG MOMENTOS DECISIVOS


Integração: como receber e engajar novos colaboradores na sua empresa

SOAP Comunicação Corporativa
475 views

Você conhece aquele ditado “a primeira impressão é a que fica”? No ambiente de trabalho, ele vale ainda mais. Para um recém-contratado, os primeiros dias em uma empresa são muito delicados: se algo estiver fora do lugar, sua experiência já vai começar mal – e sua motivação será afetada. Por isso, torna-se indispensável realizar um bom processo de integração, que ajude o funcionário a sentir-se acolhido por toda a equipe e que o ajude a criar um elo de confiança com a empresa.

Um onboarding eficiente, porém, não tem a ver apenas com um rápido treinamento onde são apresentados a missão, a visão e os valores da empresa. O processo de integração demanda um tratamento menos “automatizado”. Mas de que forma fazer isso? Conversamos com Ricardo Haag, diretor da empresa de recrutamento Michael Page, para reunir algumas dicas menos convencionais.

Comece antes do primeiro dia

Haag lembra que, atualmente, existem empresas que iniciam o processo de integração antes mesmo do primeiro dia de trabalho. Um exemplo é o envio de cestas de boas-vindas para que o funcionário desfrute com a família. Outra opção, que não envolve um agrado material, é apresentar a equipe com a qual o “novato” irá trabalhar por meio de vídeos. Haag sugere que os funcionários que já atuam na empresa façam gravações não muito longas nas quais se apresentem ao novo colega, para que este possa se familiarizar antes de começar no novo emprego.

Da mesma forma, o recém-chegado pode enviar um vídeo no qual conta um pouco de si. Assim, os outros colaboradores irão conhecê-lo antes de sua chegada.

Recepção calorosa

Uma ação simples, mas que muitas empresas deixam de organizar, é a recepção de seus recém-contratados. “O primeiro dia em um novo emprego é muito especial e sempre será lembrado pelo colaborador, tenha sido bom ou ruim; e por isso merece um tratamento diferenciado”, explica Haag.

Por isso, no momento da chegada, o ideal é que o gestor da área para a qual o funcionário foi contratado esteja à disposição para recebê-lo. O local de trabalho – seja uma sala ou apenas a mesa em que ele irá trabalhar – também deve estar organizado e livre. Para completar, um kit de boas-vindas com materiais de trabalho pode causar uma ótima impressão. Essas pequenas atitudes mostram ao colaborador que a empresa estava à sua espera e que deseja que ele esteja ali, fazendo-o sentir mais confortável. Nada pode ser pior, para quem chega, do que não ter mesa ou cadeira para começar o trabalho.

Organize a agenda para os primeiros dias

Outro diferencial para a realização de um bom onboarding, de acordo com Haag, é deixar um cronograma preparado para os primeiros dias do novo funcionário. Considere que esse é o momento em que ele precisa se familiarizar com os processos da empresa e também com seus novos colegas de trabalho. Por isso, a equipe pode montar uma programação com reuniões já marcadas para que o novo colaborador conheça as pessoas com quem terá contato frequente e que podem lhe ensinar um pouco mais sobre a organização.

Além disso, essa agenda também deve incluir os treinamentos necessários para o recém-chegado aprender a lidar com as ferramentas de sua função. Desta forma, você não apenas prepara o novo colaborador, mas estimula seu engajamento, além de construir relações mais próximas entre ele e o restante da equipe. Para informações complementares sobre o assunto, não deixe de ler nosso artigo sobre treinamentos e apresentações profissionais http://soap.com.br/blog/treinamentos-e-apresentacoes-profissionais-tudo-a-ver/.

E se você ainda tiver dúvidas, pode contar com a gente. Em parceria com o Great Place to Work e a Michael Page, a SOAP está desenvolvendo um Guia Definitivo do RH. Nele, os processos de atração, recrutamento, integração e permanência são abordados com profundidade. Para ter acesso ao primeiro capítulo (atração), clique aqui.