Confira 6 maneiras de lidar com a pressão no trabalho

SOAP Apresentações Profissionais - 14/12/2020

A pressão no trabalho é um dos principais causadores da baixa produtividade e do desenvolvimento de doenças mentais, como a síndrome de Burnout. Uma pesquisa revelou que 70% de pacientes com essa síndrome são advindos do trabalho. 

 

As causas são das mais variadas, como prazos de entrega curtos, metas profissionais, problemas pessoais (principalmente financeiros), insegurança e cobranças excessivas por parte da liderança. 

 

Com a transformação digital e aumento da competitividade das empresas, passou a ser considerado normal ver empresários correndo com prazos, pessoas sempre ocupadas trabalhando e infinitas horas extras. Na verdade, essa rotina é sinônimo de século XIX. 

 

No entanto, os problemas físicos e mentais causados pela pressão no trabalho ainda são considerados frescura. Esse é um problema mundial que merece a nossa atenção e que pode levar a sérios quadros de depressão e esgotamento.

 

Se você sente que está sobrecarregado e com crises de ansiedade no seu trabalho, este artigo é para você. Acompanhe e veja algumas orientações para lidar com essa pressão excessiva e nada saudável. Vamos lá? 

 

1. Organize a sua rotina 

Há duas fontes de pressão no trabalho: a interna e a externa. A externa é aquela gerada por cobranças excessivas dos superiores e competitividade entre os colaboradores. Já a interna é aquela que você desenvolve. Ou seja, aquelas que nós mesmos causamos quando nos cobramos demais e somos desorganizados e os prazos apertam. 

 

Então, uma das nossas dicas é começar se organizando. Sócrates dizia que sempre deixava as coisas para última hora, porque estaria mais velho, logo mais sábio. Mas convenhamos que na nossa rotina isso não funciona. 

 

A desorganização, além de prejudicar os seus prazos e produtividade, o deixará com a impressão de que está atolado de trabalho. Portanto, organize e clareie a sua agenda, assim começará a identificar as prioridades. 

 

Para começar a fazer essa administração do seu tempo, organize tudo o que você precisa fazer na semana. Indicamos que você anote suas tarefas, pois há estudos indicando que o ato de anotar nos faz fixar e, consequentemente, concluir nossos afazeres. 

 

Com o seu tempo organizado e prioridades estabelecidas, organize também o seu local de trabalho. A bagunça, por mais que passe despercebida, pode gerar um estado de estresse ainda maior. Então, limpe e arrume a sua mesa e escritório. 

 

2. Identifique a fonte da pressão no trabalho 

Para acabar ou minimizar um problema, você precisa identificar a fonte dele. O mesmo acontece com esse estado de estresse laboral. Você precisa identificar as causas da pressão no trabalho e ver quais são as suas alternativas para ficar mais aliviado na sua vida profissional. 

 

A pressão vem da liderança? Ou você que se cobra demais? É desorganizado e depois recebe cobranças? Está em uma profissão extremamente estressante? Uma maneira de identificar as fontes de pressão é observando os acontecimentos e momentos em que o seu estado emocional é alterado. 

 

Além disso, você pode reservar um tempo, após o trabalho, para refletir sobre os gatilhos e rever a sua vida profissional. Como já dizem: “nenhum CNPJ vale um AVC”. Não é à toa que muitas pessoas mudam de profissão. 

 

3. Saiba estabelecer limites e pedir ajuda 

Seu chefe pediu para ficar mais um dia após seu horário? Só mais um dia, ou só até finalizarem aquele projeto? Seu colega de trabalho pediu para cobri-lo só mais um dia? Uma das causas da pressão no trabalho pode ser o excesso de cobranças, mas também o excesso de ajuda aos outros. 

 

Saber trabalhar em equipe é importante, mas você também precisa saber estabelecer limites, para que não fique em estado de esgotamento e sobrecarregado. Além de se impor, saber o momento de pedir ajuda é tão importante quanto. 

 

4. Evite levar trabalho para casa

Estaríamos em Alice no País das Maravilhas se falássemos que você não pode trabalhar após o horário, levar trabalho para casa ou se desligar da sua vida profissional aos finais de semana. Infelizmente, não temos esse botão para desligar. 

 

No entanto, é sobre o que falamos no tópico anterior: você precisa saber impor limites, tanto aos outros quanto a você mesmo. Nem sempre você sairá do trabalho ao fim do experimento e terá os finais semana livres, mas isso precisa ser um cenário esporádico. 

 

Temos um horário para sair do trabalho e descansar aos finais de semana porque o nosso corpo e a nossa mente precisam desse repouso. Além de todos os malefícios de não ter o seu descanso, você ainda perde um valioso tempo com a sua família e os amigos. Afinal, está sempre trabalhando. 

 

Você precisa sim investir na sua carreira, focar na sua profissão e buscar por crescimento e reconhecimento profissional. No entanto, também é necessário saber o momento de parar, respirar e relaxar um pouco. 

 

Além disso, muitas vezes, ficamos martelando problemas que não estão ao nosso alcance. No trabalho, é comum ocorrer imprevistos que precisam de tempo para serem resolvidos. Então, não tente tomar toda a responsabilidade para si, pois esse também tende a ser um gatilho para a pressão no trabalho. 

 

5. Faça pausas durante o expediente 

Diversos estudos na área da neurociência já comprovaram que o nosso cérebro somente consegue ficar focado durante 90 minutos. Após esse período, começamos a perder a concentração, daí as portas ficam abertas para a procrastinação. 

 

Na verdade, essa é a receita perfeita para a pressão no trabalho: falta de foco + procrastinação + sentimento de culpa por não ter produzido + atrasos na entrega = pressão e ansiedade. 

 

Sabia que a sua produtividade e o seu descanso podem estar nas pausas que você não faz? Então, aqui vai mais uma dica: faça pequenas pausas durante o seu expediente. Pelo menos a cada duas ou três horas de trabalho, faça um pequeno intervalo para alongar as costas, os braços e as pernas. Pequenos intervalos de 10 e 15 minutos já são o suficiente para o seu cérebro retomar o fôlego. 

 

6. Seja transparente com a liderança

Sabemos que nem todas as lideranças estão abertas à conversa. Assim como também há profissionais com receio de se abrirem sobre a pressão no trabalho e acabarem perdendo espaço na empresa. Outro cenário comum é de profissionais com medo de expor problemas com a sua saúde mental, principalmente aqueles gerados por pressão no trabalho, e serem taxados de frescos, ou que não dão conta da demanda. 

 

Nesses casos, é importante reavaliar a sua vida profissional na empresa. Será que realmente vale a pena estar em uma companhia que não zela e que não cuida da saúde dos seus colaboradores? Talvez seja o momento de repensar as suas prioridades e de buscar por novas oportunidades. 

 

Por outro lado, há excelentes empresas que prezam pelo cuidado e pela saúde dos seus funcionários. Se a empresa onde você atua é assim, sempre seja claro por quaisquer problemas que venha a ter.Seja transparente na sua comunicação com os seus superiores e se abra quando a rotina estiver pesada demais para você. 

 

Inteligência emocional: o x da questão 

A inteligência emocional é a capacidade que desenvolvemos de lidar com as nossas emoções. Trata-se de entender os nossos sentimentos e estados de humor e usá-los ao nosso favor. 

 

Esse é um dos maiores segredos para lidar com as relações interpessoais, construir relacionamentos saudáveis e para sabermos gerenciar os  momentos de pressão no trabalho. A pessoa emocionalmente inteligente sabe os momentos certos de agir, de parar, de descansar e de pensar. 

 

No entanto, essa não é uma habilidade que nascemos com ela, ou que desenvolvemos do dia para a noite. É preciso trabalhar e se policiar em relação às suas emoções. 

 

A pressão no trabalho não é frescura nem sinônimo de que “você não dá conta do recado”. Esse estado de esgotamento é um aviso de que você precisa parar um pouco. Para esse problema, além de trabalhar a inteligência emocional, não hesite em buscar ajuda profissional quando os problemas físicos e mentais saírem do controle. 

 

E você? Conte para a gente nos comentários se já se sentiu esgotado e com sentimento de pressão no trabalho. O que você faz para aliviar essa pressão? 

Você também pode gostar de:

Receba nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba materiais gratuitos e os posts mais visitados em seu e-mail.

Qual é seu nome?


Qual é e-mail?


Materiais Gratuitos

Disponibilizamos uma serie de materiais para ajudá-lo a criar apresentações no estado da arte.

SOAP Treinamentos

Cursos de comunicação corporativa para você.