BLOG MOMENTOS DECISIVOS


FAQ: 5 dúvidas frequentes sobre falar em público

SOAP Apresentações Profissionais
1.856 views
FAQ 5 duvidas frequentes sobre falar em público

É comum ficar nervoso antes de uma apresentação profissional. Dá medo de dar branco, gaguejar na frente de todo mundo, parecer muito sério, contar uma piadinha e ninguém rir, estar com uma roupa inapropriada… Ufa, a lista de preocupações é gigantesca e dá calafrios só de pensar. De uma forma ou de outra, todos esses medos estão relacionados à falar em público – performance do apresentador – , um dos aspectos que mais chama a atenção do público em uma palestra – e uma grande apreensão para quem está em cima do palco.

 

O slide pode ser lindo e o roteiro maravilhoso, se o apresentador não transmitir confiança ou não desenvolver bem o discurso, já era: a plateia se distrai e a apresentação vai por água abaixo.

 

Para fechar nossa série de FAQ’s, selecionamos as 5 dúvidas mais frequentes de nossos clientes e alunos quando o assunto é a performance do apresentador. Confira:

 

Deve-se caminhar pelo palco? Há uma melhor maneira para isso?

 Sim, mas com parcimônia.

 

Caminhar sem parar de um lado para o outro pode deixar a audiência cansada por ter que ficar acompanhando toda essa movimentação. Uma hora, as pessoas podem perder o interesse em continuar prestando atenção no que está sendo dito.

 

No entanto, permanecer estático durante toda a apresentação também não é recomendado. As pessoas podem ficar entediadas, começar a pensar nas contas que tem a pagar, nos problemas a serem resolvidos e em diversas outras questões alheias ao assunto discutido. Nosso cérebro é mestre em reconhecer padrões, ou seja, assim que ele computa que o apresentador fica paradinho o tempo todo, começa a divagar e aciona o modo “mundo da lua”.

 

Como controlar o nervosismo antes de falar em público?

 O nervosismo, a ansiedade, o estresse e o medo de falhar são naturais — inclusive para apresentadores experientes. Uma dica para não ser acometido por esses sentimentos é se sentir no controle por meio do domínio emocional.  Para isso, o segredo é ensaiar. A resposta pode parecer simples, mas quanto mais você treinar o seu discurso antes da apresentação, mais seguro estará na hora de enfrentar a plateia.

 

No blogpost “7 dicas de preparo, linguagem verbal e não verbal para seu webinar, citamos exemplos de como se preparar para qualquer apresentação e evitar o sequestro emocional — fenômeno que devido ao nervosismo tira a concentração do apresentador.

 

O que gera mais confiança no público, conteúdo ou performance?

 Um não vive sem o outro.

 

A confiança do público no que o apresentador está dizendo vai depender da segurança que ele demonstra em cima do palco. Você daria mais credibilidade a uma pessoa que fala baixo e olhando para o chão ou para alguém que olha nos olhos das pessoas, gesticula e fala em um tom de voz agradável a todos? Provavelmente, ao segundo, certo?

 

Para uma performance segura e eficiente, além de muito treino, é fundamental que o palestrante tenha domínio técnico do assunto. Afinal, você só vai se sentir confiante para desenvolver um assunto se souber do que está falando.

 

 

Pode fazer piadas?

Ninguém se joga no mar sem saber nadar. Na hora de pensar se você deve ou não fazer piadas, use o mesmo raciocínio.

 

Via de regra, recomendamos que você evite. Piadas para soltar a plateia ou quebrar o gelo só vão funcionar se soarem naturais à audiência – ou seja, se causarem a impressão de que você naturalmente é uma pessoa engraçada, alguém que tira boas risadas em sua roda de amigos e se sente confortável com o que está dizendo. Forçar algo que não é do seu costume pode ser um tiro pela culatra.

 

Como fazer com que a comunicação do dia-a-dia seja mais eficaz?

Seja objetivo.

 

A principal característica de uma comunicação ineficaz é não ir direto ao ponto e dar mais ênfase a detalhes do que ao que é realmente importante: a mensagem principal do seu discurso. Para evitar se perder no meio de tanta informação e deixar o que é essencial de lado, responda às perguntas “o quê?”,  “quem?” e “quando?” logo no início da apresentação, deixando os “comos” e “porques” para depois — se realmente tiver necessidade de explicá-los.

 

Siga essas dicas e perca seu medo de falar (e falhar) em público.

 

Se você gostou das nossas explicações para as principais dúvidas sobre performance? Não deixe de ler também os textos em formato FAQ sobre roteiro e visual.

 

Para receber atualizações e dicas clique aqui inscreva-se na newsletter da SOAP.