Como Oprah Winfrey superou os obstáculos da vida por meio da comunicação

SOAP Apresentações Profissionais - 13/07/2016

Na semana em que se reconhece a luta das mulheres por qualidade de vida e, principalmente igualdade, faremos um post dedicado a uma incrível comunicadora e vencedora: Oprah Winfrey, que iniciou a vida de forma triste e, com a ajuda da comunicação, teve oportunidades e se tornou o que é hoje.

 

Nascida de pais jovens e separados, sofreu os primeiros anos da infância pela ausência deles. Aprendeu a ler antes dos três anos e acompanhava a avó à igreja, onde recebeu a alcunha de “A Pregadora” (em inglês, “The Preacher”), pela habilidade de recitar versos da Bíblia. Perceba que desde essa época se destacava pela habilidade de se comunicar.

 

Após anos sendo molestada, agredida e violentada por parentes, Oprah terminou os estudos na escola fundamental e fugiu de casa para morar com uma amiga.

 

Aos 14 anos engravidou de seu primeiro namorado, que a abandonou ao saber da notícia. As más notícias não param por aí. Seu bebê nasceu com problemas e faleceu poucas horas depois.

 

Depois desse episódio, Oprah voltou aos estudos. Graças ao seu empenho, começou a sentir o gostinho da popularidade, chegando a ser votada a “Garota mais Legal da Escola”.

 

Terminando os estudos, ganhou um concurso de locução que lhe garantiu uma bolsa na Universidade do Tennessee, onde estudou Comunicação Televisiva.

 

Seu talento para a comunicação atraiu o interesse da rádio local WVOL, onde foi contratada para transmitir as notícias do plantão.

 

A escolha de Oprah pela mídia não surpreendeu sua família, em especial sua avó, que dizia que Oprah tinha o dom de falar em público.
Já trabalhando na mídia local, era a mais jovem e a única negra a ocupar o cargo de âncora de um jornal em Nashville. Se mudou para Baltimore, em 1976, para trabalhar também em um jornal local. Lá, atuou ao lado de Richard Sher, no programa de entrevistas People are Talking e também liderou o Dialing for Dollars.

 

Em 1983, Oprah se mudou para Chicago para liderar o talk showmatinal AM Chicago e, dentro de poucos meses, o programa se tornou o mais visto da região, superando o concorrente The Phil Donahue Show.

 

O sucesso foi tanto que a emissora concedeu uma hora inteira de duração ao talk show, que foi rebatizado de Oprah Winfrey Show e passou a ser transmitido para todo o país em Setembro de 1986.

 

Okay, não precisamos falar o que aconteceu a partir daí, certo?

 

Seja em um bate-papo, seja em um discurso para faculdade ou em palestras, se fosse para resumir em uma palavra a comunicação de Oprah Winfrey, seria: credibilidade.

 

Sua carreira e seus negócios são reflexo disso.

 

Essa credibilidade é passada por inúmeros fatores e, neste post, nos propomos a falar dos que mais nos chamam a atenção.

 

 

Ótimo tom de voz

Com entonações e inflexões nas palavras que deseja destacar, Oprah faz com que as pessoas não apenas prestem atenção ao que está dizendo, mas acompanhe e anseie pela conclusão de suas opiniões.

Empatia

Em suas entrevistas, a apresentadora nos dá uma aula do que é empatia. Sempre se colocando no lugar do outro e fazendo com que os convidados se sintam confortáveis, como se estivessem em um bate-papo intimista.

Escuta ativa

Podemos dizer que toda essa empatia é praticada também pelo fato de ela ter uma incrível escuta ativa. Ou seja, quando seus convidados estão falando, ela se concentra em realmente entender as respostas, o que dá a ela a oportunidade de fazer perguntas genuínas e improvisadas. Ótimo ponto, pois vem daí a naturalidade e dinamismo do talk show.

Conexão visual

Outro fator que potencializa sua empatia é a conexão visual. Quando a pessoa fala, além de escutar, ela observa as reações do convidado e direciona as perguntas certas, nos momentos certos.

Boa utilização da pausa

Repare bem quando ela fala. A utilização da pausa é fundamental para demostrar a importância dos assuntos abordados e dá a ela o tempo necessário para formular perguntas – por mais que saibamos que algumas são combinadas, outras com certeza são improvisadas.

Expressão fácil congruente

Suas expressões são completamente coerentes com suas palavras. Apesar de ser doce em grande parte do tempo, quando precisa ser mais enérgica, utiliza expressões de forma assertiva.

Generosidade – a maior das características

Apesar de todos os traumas e tristezas do início de sua história, Oprah Winfrey tem uma comunicação muito generosa. Entenda-se por comunicação generosa aquela que coloca as necessidades comunicativas do receptor à frente das do emissor. Ou seja: apesar de saber que a responsabilidade da mensagem chegar ao receptor é do emissor, Oprah se adapta à comunicação do outro para que o bate-papo seja agradável para ambos. Mesmo quando sua opinião é divergente, fala de forma generosa e respeitosa, visando sempre agregar valor por meio do seu ponto de vista.

 

Nesta semana, reforçamos nosso desejo de que todas as mulheres sejam vitoriosas como Oprah Winfrey e que não precisem passar por turbulências, infelizmente comuns até hoje, como ela passou. Mais que isso, torcemos para que a comunicação seja a grande arma de homens e mulheres para atingir uma vida de sucessos e vitórias e, sobre todas as outras coisas, o entendimento mútuo.

Você também pode gostar de:

Receba nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba materiais gratuitos e os posts mais visitados em seu e-mail.

Qual é seu nome?


Qual é e-mail?


Materiais Gratuitos

Disponibilizamos uma serie de materiais para ajudá-lo a criar apresentações no estado da arte.

SOAP Treinamentos

Cursos de comunicação corporativa para você.