BLOG MOMENTOS DECISIVOS


3 lições de design da Pixar apresentadas no SXSW 2019 para você aplicar em suas próximas apresentações profissionais

SOAP Apresentações Profissionais
3.197 views
SOAP_3 licoes de design da Pixar apresentadas no SXSW 2019 para voce aplicar em suas proximas apresentacoes profissionais

Já parou para se perguntar por que os vilões dos filmes de animação costumam ter formas mais pontiagudas e afiadas, enquanto os personagens mais bonzinhos são mais arredondados? Do formato do rosto à cor da roupa, tudo num desenho animado é pensado para gerar conexão emocional com o público. Familiar o assunto, né?

 

Foi sobre isso que Deanna Marsigliese, Paul Abadilla e Joshua Holtsclaw, diretores de arte da gigante Pixar, falaram durante suas participações no SXSW 2019, festival de inovação, música e cinema que acontece em Austin, no Texas, desde 1987. Cada um deles contou como é o processo criativo dos personagens e cenários de desenhos animados.

 

O design e os recursos visuais são ferramentas poderosas para chamar a atenção do público. Neste blogpost vamos mostrar como o processo de criação do universo das animações pode nos ajudar em nossas apresentações. Você vai ver que cada detalhe na diagramação e disposição de elementos em um slide faz diferença na hora de passar uma mensagem.

 

Dê importância às referências

 

Marsigliese, Abadilla e Holtsclaw trabalharam juntos no filme Os Incríveis 2. E se você já assistiu ao desenho, provavelmente reparou que o vilão Winston Deavor tinha um nariz exageradamente grande e sempre usava roupas de cores frias. Esses detalhes não aparecem à toa. Segundo Deanna, a ideia era que a imagem do personagem remetesse à de um tubarão. A designer queria que, mesmo inconscientemente, a audiência tivesse uma sensação de alerta e medo com o vilão.

 

Em uma animação, trama e visual trabalham juntos. Por mais que a história seja incrível, se não estiver em sintonia com a parte visual, dificilmente a audiência vai se encantar. Paul Abadilla também teve suas manhas para atingir o inconsciente da audiência na criação dos cenários. Por exemplo, na cena em que a Mulher Elástica é atacada no esconderijo do vilão e faz com que o lugar se pareça com um labirinto, para transmitir a ideia de emboscada.

 

Você pode estar se perguntando: “Certo, mas o que isso tem a ver com uma apresentação profissional?”.

Tudo! Assim como numa animação, na hora de montar uma apresentação é fundamental ter um norte, uma ideia principal que sirva de referência. Isso vale para detalhes que vão desde a escolha das cores (frias ou quentes) até as formas geométricas que vão guiar a diagramação.

 

“São as referências que vão estimular a sensação, que é inconsciente”,

conta Evandro Truzzi, diretor de arte aqui na SOAP. Por isso, batemos na tecla de que o visual impactante de uma apresentação não se trata apenas de ilustrar o que está sendo dito, mas sim aumentar as chances de a mensagem ser entendida e retida. Com o suporte visual, é mais fácil criar conexão emocional.

 

Defina a Identidade Visual

 

Você já deve ter visto uma propaganda e logo ter reconhecido a marca antes mesmo de ela aparecer na tela. Isso acontece quando empresas têm uma identidade visual bem consolidada. Assim como no caso do vilão que lembra um tubarão, as referências que levam à construção da identidade da marca têm de estar presentes em todo o projeto de arte de um slide. No blogpost “Força da identidade visual”, explicamos a importância do visual para impactar o público.

 

Cores, formas e fontes ajudam a definir a personalidade e o tom da apresentação: não deixe de usar estes artifícios a seu favor!

 

Planeje a arquitetura da informação

 

Na hora de dispor os elementos na tela, leve em conta que a leitura é feita sempre da esquerda para a direita, de cima para baixo. Foi assim que nos ensinaram a ler gibis e é assim que nossos olhos percorrem as telas, livros e jornais (pelo menos aqui no Brasil).

 

Da mesma forma que em Os Incríveis 2 o cenário de labirinto dava ao público a sensação de emboscada, um slide mal diagramado, sem contrastes e com alinhamentos diferentes pode passar a impressão de algo confuso ou bagunçado. Lembre-se que o cérebro naturalmente busca por padrões e, ao oferecer um visual confuso para sua audiência, você corre o risco de, inconscientemente, criar aversão e não engajamento.

 

Tornar o material do PowerPoint mais didático vai ajudá-lo a prender a atenção da sua plateia e fazer com que ela assimile bem seu discurso.

 

Com essas dicas em mãos você pode (e deve) pensar em cada detalhe antes de montar o visual da sua apresentação, pensando sempre em quem vai ouvir e ver o que você tem a mostrar.

 

Gostou do conteúdo? Ficou com alguma dúvida? Leia mais no nosso blog ou baixe nosso e-book com as “Tendências de conteúdo e design para 2019.”