BLOG MOMENTOS DECISIVOS

Vídeo ou Apresentação? Qual a melhor opção para meu objetivo?

lsilveira
448 views

Em muitas ocasiões você já deve ter se perguntado se seria melhor fazer uma apresentação ou um vídeo… então, para decidir, questione-se sobre os seguintes pontos. Você…

 

  • Tem pouco tempo para falar sobre seu projeto, produto ou marca?
  • Precisa replicar uma apresentação dezenas de vezes?
  • Precisa de um material que seja auto explicativo e que fale com vários públicos diferentes?
  • Quer que esse material atinja a maior audiência possível?
  • Quer que ele não dependa da disponibilidade, tanto de apresentadores como da audiência, para se replicar?
  • Se você respondeu afirmativamente às perguntas acima, saiba que precisa de uma mídia audiovisual para se comunicar com sua audiência

 

Mas como escolher o que fazer agora? Pois os custos e a complexidade para produzir vídeos podem comprometer a viabilidade do projeto.

 

Toda criação literária e visual é produzida quase sempre entre as paredes do escritório, geralmente com o apoio de um programa como o PowerPoint, Key Note ou Prezi. Praticamente não há logística.

 

Mas vá tentar fazer um filme, por mais simples que ele seja, e sinta o sufocante peso da Logística atrapalhando o orçamento dos seus planos. Mesmo que você tenha somente um apresentador falando em estúdio para a câmera, você vai precisar de uma vasta lista de profissionais e serviços: diretor, produtores, motoristas, atores ou apresentadores, maquiadora, Iluminador, diretor de câmera, operador de câmera, diretor de arte… Claro, vai precisar também locar um estúdio, equipamentos de filmagem, iluminação, captação de áudio, além de precisar alimentar, transportar e se comunicar com toda essa gente.

 

Por isso, aceite, filmar sai caro!

 

Então, caso seu filme tenha objetivos corporativos, ou seja, para materiais que não tem a pretensão de atingir os milhões de espectadores do “mainstream” – grandes produções do cinema e da TV –, melhor você calcular bem o custo-benefício. Será que é necessário investir tanto?

 

Animações sempre foram uma boa opção para contar estórias ou transmitir ideias.

 

Desde quando o cinema começou a engatinhar – e até um pouco antes –, a animação tem agradado ao público nas mais diversas aplicações e objetivos, seja para entreter, ensinar, convencer. Mas, infelizmente, a animação, mesmo as mais tradicionais, também não são baratas.

 

A saída?

 

MOTION GRAPHICS

Motion Graphics é a arte de trazer vida ao design gráfico, palavras, cores e formas por meio de animações.

 

Com ele você pode dar vida a fotos, objetos 3D, imagens, ilustrações e até a vídeos em “live action”, que ganham outra cara ao interagir com motion graphics.

O conceito do Motion nasceu no início do cine

ma e começou realmente a ganhar popularidade nas sequências de abertura de filmes de grandes diretores – como Hitchcock, por exemplo, que contou nas aberturas de muitos de seus filmes com um gênio do design e animação gráfica: Saul Bass.

 

Nesta época, anos 1950/60, as TVs também começaram a animar logos e títulos de seus programas. E o trabalho desses grandes designers ganhou independência.

 

O grande salto de difusão dessa proposta ocorreu há cerca 20 anos, impulsionado pela revolução digital – onipresente nos créditos de abertura dos filmes, identidade dos canais, sites, celulares e propagandas de TV.

 

Hoje, o motion graphics é uma das melhores opções para se comunicar no mercado corporativo.

 

Com ele, você pode explorar de maneira mais satisfatória a identidade de sua empresa, por meio de cores e grafismos, “preparar o terreno” para uma apresentação presencial, fazer a venda conceitual do seu projeto, a partir de um teaser, e, principalmente, atingir um grande público sem precisar gastar toda sua verba com os riscos que a logística e a arte da filmagem cinematográfica exigem.

 

Então, você já sabe: se precisar de uma peça que tenha um grande alcance, que seja direcionado ao mundo corporativo, que seja autoexplicativo e com pouco tempo, opte pelo motion graphics.

 

Quer ver alguns exemplos? Conheça os trabalhos de Motion Graphics da SOAP: