BLOG MOMENTOS DECISIVOS

Saiba como lidar com um feedback negativo

SOAP Comunicação Corporativa
316 views
SOAP-Saiba-como-lidar-com-um-feedback-negativo

“Esse relatório que você fez está ruim.” Se sua espinha gelou só de ler esse comentário, você deve saber como é desagradável encarar um feedback negativo. Quando ouvimos uma crítica ao nosso trabalho ou comportamento, é comum reagirmos com emoção. Ficamos com raiva, angustiados. Temos vontade de justificar as nossas ações. Há quem se tranque no banheiro para chorar depois de uma avaliação inesperada. Neste post, vamos falar sobre como receber feedbacks negativos sem que eles estraguem a sua semana.

 

 

Domínio emocional

 

O feedback é uma ferramenta muito poderosa, pois é um canal de comunicação entre duas pessoas e garante que haverá um retorno sobre o trabalho que está sendo feito. As pessoas que nunca recebem esse retorno costumam ficar frustradas, pois não sabem quando estão indo bem e quando estão indo na direção errada. Então, primeiro pensamento para manter em mente: ter um momento de feedback na sua rotina é bom.

 

Para aproveitar feedbacks negativos, ou seja, aprender com as críticas, você deve exercitar seu domínio emocional. Escute o que seu interlocutor tem a dizer e mantenha a calma. Respire e tente reconhecer suas emoções. A autoconsciência é um bom caminho para mudar reações e atitudes. “O que estou sentindo agora? Que região do meu corpo está tensa? Reagir me levará mais perto do meu objetivo ou me afastará dele?”.

 

Procure manter sempre um diálogo interno com você mesmo. Assim, será mais difícil tomar uma atitude impulsiva e irracional, que causará arrependimento. Lembre-se de que a atitude raivosa não está apenas no que você fala. A linguagem não verbal, como uma careta ou uma virada de olho, pode dizer muito sobre o que você está sentindo. É preciso dominar esses impulsos também.

 

Além disso, a não reatividade permite que você esteja disponível para decidir quais críticas fazem sentido e perceber onde pode melhorar. A comunicação de pessoas que gerenciam suas emoções tende a ser mais eficiente.

 

 

Humildade e escuta ativa

 

Para aproveitar um feedback negativo, é necessário ter humildade. Não fique na defensiva, não responda com hostilidade e não se esforce para ter razão. Se você reconhecer o erro apontado, fale. “Realmente, o resultado ficou aquém do esperado. Não era a minha intenção e faz sentido você ter se incomodado” é um exemplo de resposta.

 

Se você não reconhecer o erro ou achar a crítica exagerada, mantenha o espírito de humildade, e conduza seu interlocutor para que ele seja o mais específico possível. Faça perguntas para entender o que o incomodou. “Puxa, fiz o melhor que pude nesse relatório. Do que você menos gostou? Foi o conteúdo? Ou a maneira como eu o organizei?”

 

É comum que os feedbacks, tanto negativos quanto positivos, sejam ditos de maneira vaga, como “você precisa demonstrar mais liderança” ou “seja mais criativo”. Segundo um artigo publicado na Harvard Business Review, nessas horas, é papel do ouvinte tentar entender o que o interlocutor está dizendo. O texto sugere algumas perguntas: o que exatamente você quer dizer quando fala que preciso ser mais criativo? Você poderia dar alguns exemplos do significado de criativo para você? O que sugere que eu faça diferente?

 

Ter uma escuta ativa significa que você ouvirá as respostas com atenção e fará ainda mais perguntas caso elas não tenham esclarecido o suficiente. É só com essas informações mais detalhadas que você será capaz de decidir se a crítica de fato foi exagerada ou se há uma oportunidade para melhorar.

 

 

“Você é um incompetente”

Imagine que o exemplo que demos no começo continuasse da seguinte maneira: “Esse relatório que você fez está ruim. Na verdade, está péssimo. Você é um incompetente”. Eis um feedback não apenas negativo, mas sim destrutivo. É bem mais fácil perder a cabeça com um comentário grosseiro como esse do que com uma crítica embasada.

 

Alguns gestores têm o hábito de não medirem suas palavras e, em algumas ocasiões profissionais, é preciso lidar com comentários destrutivos. As dicas para contorná-los são as mesmas: domínio emocional, humildade e escuta ativa. Pode ser que você descubra que, por baixo da falta de sensibilidade, exista alguma crítica pertinente para melhorar seu trabalho.

 

Receber um feedback é sempre uma oportunidade. Esteja sempre aberto para aproveitá-la!